Posts Tagged 'origem das palavras'

Origem da palavra Satélite

Segundo o professor Deonísio da Silva, esse vocábulo vem do latim com o significado de guarda. Originalmente, serviu para designar quem cuidava das sementeiras, passando depois a nomear o funcionário encarregado de acompanhar príncipes ou cortesãos por onde quer que fossem, obedecendo-lhes incondicionalmente. Os primeiros satélites andavam armados e praticavam todo tipo de violência. Satélite passou a designar o corpo celeste que gravita em torno de outro, como a Lua. Por extensão, também é chamado satélite o engenho colocado em órbita pelo homem à volta do Sol, de um planeta ou de outro corpo celeste. Os mais conhecidos satélites são os de comunicação, capazes de transmitir milhões de dados, permitindo que um evento ocorrido em qualquer parte do mundo seja presenciado por telespectadores no exato momento em que está acontecendo. Ainda por extensão de sentido, diz-se de país, estado, nação ou cidade que, embora formalmente independente, depende, em suas decisões de maior importância e alcance, das posições de outro país, estado, nação ou cidade.

Fonte: De onde vêm as palavras – Deonísio da Silva

linguaportuguesa@furb.br
(47)3321-0600

Origem do nome dos dedos da mão

Olá, pessoal. Queremos compartilhar com vocês a origem do nome dos dedos das mãos. Isso mesmo! Eles também gostam de ser chamados pelo nome. pois ganharam nomes populares.
Mínimo: é o quinto dedo da mão, conhecido como mindinho ou minguinho, de mingo, variação de mínimo + inho. Também é chamado dedo auricular, de aurícula, orelha, um dos lugares onde muitas pessoas o colocam. Anular ou anelar : veio do latim e significa anel, é onde se usa o anel, a aliança porque os antigos acreditavam que daí saía uma veia direto para o coração. Também tem o apelido de seu-vizinho. Médio: tem esse nome não pelo tamanho, mas sim pela localização no meio dos cinco dedos, dois de um lado, dois de outro. Também é chamado de pai-de-todos, maior-de-todos. Indicador : o famoso “fura-bolo”. Tem esse nome porque as pessoas querer experimentar o bolo antes de ser servido e tem como função indicar, apontar lugares, coisas, pessoas. Polegar : deriva do latim, com o significado de sou forte. É chamado de mata-piolho, cata-piolho, devido ao modo de matar esse animal, com a pressão da unha sobre ele.


Fonte: A casa da mãe Joana – Reinaldo Pimenta

linguaportuguesa@furb.br
(47)3321-0600

Origem da palavra Veneno

Segundo o jornalista Márcio Bueno, em seu livro A origem Curiosa das palavras, a palavra veneno vem do latim e seu sentido primitivo nada tinha a ver com substância prejudicial à saúde ou mortífera, pelo contrário, significava “poção mágica para se fazer amar, encanto e sedução”. O termo era aparentado com o substantivo masculino venus que era nome comum e tinha significados próximos como amor físico, instinto, apetite sexual. Esse nome comum é que deu origem ao nome próprio Vênus, associado à deusa grega do amor, Afrodite. Em relação a venenum, a palavra passou a incorporar sentidos negativos, por isso os autores recomendavam que o termo viesse acompanhado dos adjetivos bom ou mau, mas o principal sentido ainda era o de encanto, sedução. Hoje usamos a palavra com o significado de substância tóxica, prejudicial. O sentido positivo passou a ser metafórico, e raramente usado.

Vênus - associado à deusa grega do amor, Afrodite. Botticelli.

Vênus - associado à deusa grega do amor, Afrodite. Botticelli.

Fonte: A origem curiosa das palavras –
Márcio Bueno

linguaportuguesa@furb.br
(47)3321-0600

Origem da palavra Aluno

Muitos dizem que aluno vem da junção do prefixo grego a (que significa não), mais luno, luna, luz (do latim), ou seja, aluno seria um ser sem luz. Mais do que um mito sobre a origem dessa palavra, essa história é muito preconceituosa, pois coloca o aluno no lugar daquele que nada sabe e que precisa da luz, isto é, do professor para iluminá-lo. Em educação, não pensamos mais assim. E a origem, devidamente registrada nos livros de etimologia e dicionários, é do latim alumnu, declinação de alumnus, primitivamente designando criança dada para criar; aluno, pupilo, discípulo.
Com o nascimento das escolas, passou a indicar quem lá era entregue para educar.
Alumnus era mais usado para criança de peito, ao escravo nascido na casa e às crianças recolhidas das ruas. Na escola romana, o aluno era designado discipulus, radicado no verbo discere, aprender, em oposição à docere, ensinar, conduzir, derivaram daí, docente e discente, o primeiro é relativo ao professor e o segundo designa os alunos.

Fontes:
Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa

A vida íntima das palavras – Deonísio da Silva

linguaportuguesa@furb.br
(47)3321-0600

Origem da palavra aeroporto

Vamos conhecer a origem de mais uma palavra do nosso vocabulário: aeroporto. O interessante dessa palavra é a controvérsia que ela causa: para muitos dicionaristas aeroporto é uma palavra francesa, mas o catarinense Deonísio da Silva, autor de um das mais conceituadas obras sobre a origem das palavras, diz : aeroporto é uma palavra brasileiríssima.
Ao contrário do que informam muitos dicionários, a palavra não vem do francês. Foi Alberto Santos Dumont que criou esta e muitas outras palavras relacionadas à aviação, muitas delas receberam contribuições do grego, latim e do francês. Na frança, já existia o Aéro Club de Paris, instituído depois que os franceses viram o inventor brasileiro navegando pelos céus parisienses em balões e outros artefatos que construiu até o 14- Bis, que recebeu esse nome porque o modelo de número 14 foi refeito com sucesso, e ao Démoiselle, que em francês significa donzela, mocinha, e que foram os primeiros aparelhos “mais pesados que o ar”, nos quais fez os vôos que lhe deram o título de pai da aviação. A palavra francesa surgiu simultaneamente, já que Dumont fez suas invenções em Paris.

14- Bis (o modelo de número 14 foi refeito com sucesso)

Démoiselle (donzela, mocinha)

Démoiselle (donzela, mocinha)

Fonte: De onde vêm as palavras – Deonísio da Silva

linguaportuguesa@furb.br
(47)3321-0600

Origem da palavra “galera”

A origem dessa palavra tem vários pontos contraditórios.
Para os especialistas em identificar a origem e evolução das palavras,  existem duas versões bem diferentes para o significado da palavra galera. Uma delas diz que “galera” veio de “galeria” que é o setor de um teatro que fica na parte mais alta e distante do palco e que os ingressos custam mais barato. Nesse local, ficavam os empregados e escravos que acompanhavam os senhores. Mais tarde, as galerias foram sendo ocupadas, também, por estudantes que, por seu entusiasmo e energia juvenis, era o público mais participante, julgando negativa ou positivamente uma peça de teatro. Os telespectadores deste setor ainda são chamados de galeria, termo que teria gerado a variante “galera”. Para outros autores, tudo começa com o vocábulo “galera”, no sentido de embarcação. A palavra vem do catalão, com o sentido de embarcação de guerra movida a remo ou vela, e tem um parentesco com um vocábulo do francês com o mesmo sentido. Na própria língua francesa, o termo passou a ser usado a “grupo de pessoas condenadas a remar nas galeras”  e teria passado ao inglês como “grupo de pessoas que têm em comum uma qualidade marcada ou um relacionamento.” E aí estaria o significado que usamos atualmente, o de “turma, pessoal, grupo de amigos.”

galera [catalão] = embarcação de guerra movida a remo ou vela

galère [francês] = antiga embarcação impulsionada por remadores

galera [português] = turma, pessoal, grupo de amigos

Fonte: A origem curiosa das palavras – Márcio Bueno

linguaportuguesa@furb.br
(47)3321-0600

Origem da palavra “carioca”

Vamos conhecer a origem da palavra carioca. Saberemos por que quem nasce na cidade do Rio de Janeiro é chamado de carioca.
A palavra vem do tupi kari’oka que veio da junção de kara’iwa (caraíba ou homem branco) e oka (casa). A significação da palavra, portanto, era a de “casa de branco”, construção feita de pedra e cal que os índios até então não conheciam. As primeiras casas que foram chamadas de carioca foram construídas na praia do Flamengo em 1503 ao lado da foz de um rio de água límpidas, chamado Tijuca.
Na época, era uma das únicas fontes de água doce da cidade, pela qual lutaram portugueses, franceses e índios. Um tempo depois, o rio ficou conhecido como Carioca. As águas do rio tiveram um papel muito importante para o progresso da cidade. Devido a essa importância, com o tempo, o nome passou a ser dado aos nascidos na cidade. No início do século 19, o termo tinha um sentido ruim e disputava com “fluminense” o adjetivo que denominaria os moradores do Rio de Janeiro. Carioca acabou se popularizando e hoje diferenciamos o habitantes da cidade do Rio de Janeiro, os cariocas, dos habitantes do estado do Rio de Janeiro, chamados fluminenses.
Fonte: Origem curiosa das palavras – Márcio Bueno

linguaportuguesa@furb.br
(47)3321-0600